Laurentino Gomes – Autor do best-seller 1808

Laurentino Gomes – Jornalista e Autor

Laurentino Gomes (Maringá, 1956) é um jornalista e escritor brasileiro. É mais conhecido pela autoria do best-seller 1808, que ganhou o Jabuti, considerado o mais tradicional prêmio de literatura do Brasil.

Formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, possui pós-graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo, e fez cursos na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, e na Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos da América.

Trabalhou como repórter e editor para vários órgãos de comunicação do Brasil, incluindo o jornal O Estado de S. Paulo e a revista Veja.

Em 2008, a Revista Época elegeu Laurentino Gomes uma das 100 pessoas mais influentes do ano, pelo mérito de conseguir vender mais de meio milhão de exemplares de livro de história do Brasil.

Casado com a jornalista Carmen Tex Sodré Gomes, tem quatro filhos e vive na cidade de Itu, interior de São Paulo.


SEUS LIVROS:


“Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil”

Depois de uma exaustiva pesquisa em fontes as mais diversas durante mais de 10 anos, Laurentino Gomes nos brinda com esta narração definitiva sobre a fuga da Família Real Portuguesa para o Brasil, sob a escolta da Marinha Britânica.



“Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram D. Pedro a criar o Brasil – um país que tinha tudo para dar errado.”

Nesta nova aventura pela História, Laurentino Gomes, conduz o leitor por uma jornada pela Independência do Brasil. Resultado de três anos de pesquisas e composta por 22 capítulos intercalados por ilustrações de fatos e personagens da época, a obra cobre um período de quatorze anos, entre 1821, data do retorno da corte portuguesa de D. João VI a Lisboa, e 1834, ano da morte do imperador Pedro I.

Veja o trailer sobre o livro 1822:

A cachaça virou um produto regulamentado, genuinamente brasileiro, e a bebida mais popular do país: a sua história confunde-se com a nossa própria história, desde o século XVI. Foram os colonizadores portugueses, apreciadores da Bagaceira e do Vinho do Porto, que trouxeram para o Brasil a cana-de-açúcar e o seu cultivo, em 1532.

A Caipirinha Ville espera que os amantes da leitura gostem desta indicação…

Fonte: http://www.laurentinogomes.com.br/

02-03-2012
suporte

Deixar uma Resposta